07 Feb

O homem, responsável por espancar e matar um menino de três anos em Taquari, na quinta-feira, 3 de fevereiro, foi transferido para um presídio localizado na região metropolitana de Porto Alegre. Até então, o criminoso, de 25 anos, ocupava uma cela na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Lajeado, em razão da falta de vagas no sistema prisional. Por não receber presos da Comarca de Taquari, o presídio estadual de Lajeado não poderia acomodar o acusado. 

A transferência foi realizada no domingo, 6 de fevereiro. Ele estava preso após confessar, em depoimento, que teria agredido a criança, identificada como João Vicente Luz de Vargas, por causa dos constantes choros da vítima. Ele foi autuado, em flagrante, por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe, e recolhido ao sistema prisional. O réu confesso foi identificado como Josuel Cardozo Bergenthal e tem antecedentes por lesão corporal, injúria e porte ilegal de arma de fogo. 

O caso que chocou a comunidade taquariense, também impressionou o delegado titular da Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA) de Lajeado, Augusto Cavalheiro Neto, que caracterizou o crime como uma covardia. “O crime choca porque é uma criança de três anos totalmente indefesa. Somos profissionais, não podemos nos contaminar com a emoção, mas é um caso horroroso”,disse.



Comentários
* O e-mail não será publicado no site.