22 Sep

Uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) orienta que integrantes da comitiva brasileira que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro durante a viagem a Nova Iorque, para a Assembleia Geral da ONU façam quarentena de 14 dias. A medida é considerada necessária, uma vez que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para a covid-19

O documento orientando o isolamento foi encaminhado à Casa Civil da Presidência da República ainda na madrugada desta quarta-feira, 22. A recomendação da Anvisa pede que o período de quarentena fosse cumprido imediatamente, a partir do desembarque da comitiva. 

Em nota, a Casa Civil informou que após o desembarque da comitiva, toda a aeronave passará por um processo de desinfecção, seguindo os protocolos sanitários. 

Foto: Isac Nóbrega/PR

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.