22 Sep
Após contaminação de ministro, Anvisa pede que comitiva do Brasil fique em isolamento por 14 dias

Uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) orienta que integrantes da comitiva brasileira que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro durante a viagem a Nova Iorque, para a Assembleia Geral da ONU façam quarentena de 14 dias. A medida é considerada necessária, uma vez que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para a covid-19

O documento orientando o isolamento foi encaminhado à Casa Civil da Presidência da República ainda na madrugada desta quarta-feira, 22. A recomendação da Anvisa pede que o período de quarentena fosse cumprido imediatamente, a partir do desembarque da comitiva. 

Em nota, a Casa Civil informou que após o desembarque da comitiva, toda a aeronave passará por um processo de desinfecção, seguindo os protocolos sanitários. 

Foto: Isac Nóbrega/PR

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.