13 Sep

Em um podcast para jovens cristãos, o presidente da República e candidato a reeleição, Jair Bolsonaro (PL), admitiu que "perdeu a linha" e "aloprou" em alguns momentos da pandemia, em especial, quando disse que não era "coveiro" ao ser indagado pelo número de brasileiros mortos pela doença.

Durante a entrevista, Bolsonaro voltou a defender o uso de medicamentos do chamado "tratamento precoce", que não possuem eficácia contra a covid-19.

Segundo o presidente, desde o início da pandemia, seu comportamento melhorou. "Dei uma aloprada, sim. Perdi a linha. Eu sou o chefe da nação, sei disso. Lamento o que eu falei, não falaria de novo. Você pode ver que de um ano para cá meu comportamento mudou. Minha cadeira é um aprendizado", afirmou.

Em um dos momentos do podcast, Bolsonaro voltou a defender o uso de medicamentos que não possuem eficácia no tratamento da covid-19. Segundo ele, a defesa do tratamento precoce "salvou milhares de vidas". "Eu acredito que com o que eu fiz, divulgando o tratamento precoce, que muita gente, milhões de pessoas se salvaram graças a isso, porque eu tive coragem de mostrar que tinha uma alternativa que poderia ser realmente boa", disse.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.