29 Nov

O surgimento de uma nova variante do novo coronavírus, a ômicron, fez com que a BioNTech, responsável pela vacina da Pfizer, iniciasse o trabalho de uma vacina que tenha eficácia para combater o novo registro da infecção. Detectada na África do Sul, ainda não há detalhes sobre como será o processo de produção, pois ainda faltam dados de laboratório para prosseguimento do experimento.

Surgida na África do Sul, a nova variante ômicron carrega um risco global muito alto de surtos, alertou hoje a Organização Mundial da Saúde (OMS), conforme mais países relataram casos, o que levou ao fechamento de fronteiras.

A expectativa é de que nas próximas duas semanas cheguem mais dados para determinar se há necessidade de uma vacina específica para a nova variante ou se uma adaptação a existente seja o suficiente para combater a ômicron.  

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.