25 Jul

O presidente Jair Bolsonaro é candidato à reeleição pelo PL. Seu nome foi aclamado durante convenção do partido no domingo, 24, no Rio de Janeiro. O ex-ministro da Defesa e da Casa Civil, general Braga Netto será o seu vice na chapa. 

Em seu discurso de pouco mais de uma hora, Bolsonaro falou sobre seus feitos no governo, criticou o ex-presidente e candidato à presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, chamando-o de "bandido" e "cachaceiro". Segundo Bolsonaro, Lula deve legalizar o aborto e as drogas no país. 

No início da convenção, a primeira-dama, Michele Bolsonaro fez seu discurso, exaltando os feitos do marido. Em tom messiânico, Michele disse que a reeleição do marido é a forma de "curar o Brasil".

Ainda, em seu pronunciamento, Bolsonaro convocou apoiadores a irem às ruas no dia 7 de setembro. De forma indireta, o presidente voltou a colocar em dúvida a confiança das urnas eletrônicas e criticou, de forma indireta, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). "Convoco todos vocês agora para que todo mundo, no 7 de setembro, vá às ruas pela última vez. Vamos às ruas pela última vez. Estes poucos surdos de capa preta têm que entender o que é a voz do povo. Tem que entender que quem faz as leis são o Poder Executivo e o Legislativo. Tem que jogar dentro das quatro linhas da constituição", disse.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.