13 May

Em mais uma live, o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que pretende recorrer à Justiça para baixar o valor dos combustíveis no país. Apesar do anúncio, ele não explicou, mais uma vez, como será o processo. O chefe do Executivo disse que a medida é necessária para impedir o aumento no preço.

Bolsonaro continuou tecendo críticas a estatal, afirmando que a empresa precisa ter responsabilidade com a população. "Ninguém quer que a Petrobras tenha prejuízo ou fazer o que a senhora Dilma [Rousseff, ex-presidente] fez lá atrás, interferindo artificialmente no preço da Petrobras. A gente espera, aqui, redução do preço. Vamos ter que recorrer à Justiça”, disse.

A situação de atrito entre Bolsonaro e a Petrobras não é de hoje. Nesta semana, mais um aliado do presidente pediu demissão. Dessa vez, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, deixou o posto. No lugar dele, assumiu Adolfo Sachsida.

Segundo Bolsonaro, a troca no comando da pasta é uma das diversas medidas que o governo vai implantar para tentar resolver os problemas envolvendo a Petrobras. “Estamos fazendo o possível, sem interferência, obviamente, para fazer a Petrobras entender qual o seu papel”, disse.

 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.