11 Nov
Bolsonaro deve se filiar ao Partido Liberal em 22 de novembro

O presidente da República, Jair Bolsonaro, já decidiu em qual partido vai se filiar. No dia 22 de novembro, o chefe do Executivo assina sua ficha no Partido Liberal (PL). Quem confirma é o presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, após se reunir com Bolsonaro na quarta-feira, 10, para definir os últimos ajustes da escolha. 

Um evento marcado para às 10h está previsto para o ato. Além do PL, os Progressistas (PP) e o Republicanos (PRB), disputavam pela filiação do presidente. 

Ainda não há detalhes sobre outros políticos que deverão embarcar junto com Bolsonaro na nova sigla. O futuro partido do presidente é comandado por Valdemar, que foi condenado no julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a sete anos e 10 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 

Eleito presidente pelo PSL, Bolsonaro deixou partido em 2019 em meio a divergências internas. Ao longo de três décadas de carreira política, Bolsonaro tem histórico de diversas trocas de partidos. O PL é o nono partido do presidente. Antes, teve passagens por: PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP, PSC e PSL.

Em Muçum, o partido é comandado pelo ex-vereador e ex-candidato a prefeito e vice prefeito, Alcir Paulo Brustolin. Em sua composição, a sigla recebe também ex-integrantes do Partido dos Trabalhadores, como é o caso do ex-vereador e ex-candidato a prefeito e vice-prefeito, Leonardo Bastiani, o Maninho. 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.