27 Jun

Em mais um declaração, o presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a defender o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, preso em uma operação da Polícia Federal. Segundo ele, o que a Polícia Federal fez com Ribeiro "não é justificável". Bolsonaro garantiu que as investigações querem apenas constranger e humilhar o seu governo. 

Segundo Bolsonaro, não há indícios para a prisão do ex-ministro e que o Ministério Público Federal já havia sido contra a prisão. De acordo com o presidente, o dinheiro que foi depositado na conta da esposa de Milton Ribeiro era de uma venda de um carro. "São narrativas que tentam a todo momento desgastar o governo", afirma. 

Milton Ribeiro foi preso na quarta-feira, 22, durante a Operação Acesso Pago, por suspeita de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). 

Foto: Clauber Cleber Caetano 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.