10 Feb

O Gabinete de Crise do Governo do Rio Grande do Sul manteve, pela terceira semana seguida, o alerta a todas as 21 regiões covid-419 do Sistema 3As de Monitoramento. Apesar de apresentar tendência de estabilidade na última semana, o número de novos casos é o maior desde o início da pandemia. 

O que chamou a atenção para as equipes do grupo de trabalho do Gabinete foi o aumento nas internações de crianças não vacinadas desde o início da pandemia. Na última semana, estiveram internadas em média, a cada sete dias, 64 crianças em leitos clínicos e 21 em UTIs em todo o Estado. Até o momento, o pico havia sido em abril de 2021, com no máximo 25 internados em leitos clínicos e 15 em UTIs na média da semana. Esse número maior de casos está diretamente relacionado ao menor avanço da vacinação nessas faixas etárias, o que evidencia como fundamental a necessidade de aumentar o ritmo de imunização de crianças. 

Conforme o levantamento realizado pelas equipes para avaliar o cenário da pandemia no Rio Grande do Sul, a média móvel de casos confirmados segue em crescimento, apresentando elevação, na última semana, de 18%. São, aproximadamente, 17 mil novos registros por dia. Em números reais, somente nesta semana, o equivalente a 1% da população de todo o estado foi infectada pelo vírus. 

O número de internados, entre suspeitos e confirmados para Covid-19, reduziu 133 – uma diminuição de 149 em leitos clínicos e um aumento de 16 em UTI. A taxa de ocupação de leitos de UTIs do Estado está em 63,2%. Nesta semana, foram registrados mais 347 óbitos, uma média de 49,6 óbitos por dia, o que corresponde a uma elevação semanal de 37,2%. 

Quanto à vacinação, 82% da população residente do Rio Grande do Sul tomou pelo menos uma dose. O esquema vacinal completo (duas doses ou apenas uma, no caso da Janssen) já foi feito por 73,3% da população. A dose de reforço, porém, foi feita por apenas 26,3%.

Região dos Vales apresenta aumento de novos casos, óbitos e internações por covid-19

A situação da pandemia no Vale do Taquari também segue na tendência de crescimento, conforme mostra o boletim do Grupo de Trabalho do Gabinete de Crise do Governo do Estado. No levantamento realizado entre a semana passada e esta, o número de novos casos aumentou 15%, com mais de 3,9 mil registros em uma semana. Os óbitos também apresentaram elevação de 87,5%, ou seja, nos últimos sete dias foram mais 15 mortes pela covid-19 na região. As hospitalizações de pessoas infectadas foi a que apresentou maior aumento: 105,9%, ou seja, 70 pacientes precisaram ocupar algum leito hospitalar neste período. 

Atualmente, são 30 pessoas internadas em leitos clínicos e outras seis em leitos de UTI nos hospitais pertencentes a macrorregião de Lajeado em decorrência da covid-19. 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.