29 Sep

Em Muçum, 49 pessoas não voltaram para completar o esquema vacinal 

Pelo menos 11% dos brasileiros já imunizados com a primeira dose das vacinas contra a covid-19 não retornam no tempo indicado para completar o esquema vacinal. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 29, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que acompanha o cumprimento da imunização pelo Sistema Nacional de Imunizações (PNI). 

De acordo com o levantamento, dos imunizados com a AstraZeneca, pelo menos 15% estão em atraso para a segunda dose. Já para o imunizante CoronaVac, o número é superior ao dobro, 33%. Para a vacina da Pfizer, o atraso é de apenas 1%. A Fiocruz ressalta que a vacinação com o imunizante da Pfizer começou apenas em maio e que a quantidade de indivíduos em possível atraso ainda é pequena. 

Para a AstraZeneca e a Pfizer, foram considerados 84 dias de intervalo para a segunda dose, e para a CoronaVac o prazo é 28 dias. O painel leva em conta os indivíduos que tomaram a primeira dose e que ainda não tomaram a segunda. A situação de atraso é caracterizada após 14 dias da data prevista para a segunda injeção.

Pelo menos 255 mil gaúchos estão com a segunda dose atrasada

No Rio Grande do Sul, a taxa de atraso para completar o esquema vacinal mostra que pelo menos 122,8 mil gaúchos imunizados com a AstraZeneca ainda não receberam a segunda dose, o que representa 8,7%. Já para aqueles que tomaram a CoronaVac, o índice chega a 32,4% de atraso, ou seja, mais de 123,7 mil pessoas. Para o imunizante da Pfizer, a taxa de atraso é de meio ponto percentual, o que representa 8,4 mil pessoas. No total, 255 mil gaúchos estão com a segunda dose atrasada, ou seja, 7,5% dos imunizados com a primeira dose no Estado.

Em Muçum, 49 pessoas não voltaram para completar o esquema

Conforme o boletim desenvolvido pela Fiocruz, em Muçum, 49 pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra a covid-19. O destaque neste levantamento é para aqueles que tomaram a AstraZeneca. Somente para este imunizante, a taxa de atraso supera os 8,3% (33), seguidos da CoronaVac, onde 14 pessoas não compareceram (7,5% em atraso) e, por fim, da Pfizer, 0,3%, ou seja, duas pessoas. 

De acordo com a Fiocruz, por serem atualizados semanalmente, os percentuais podem sofrer alterações, conforme o andamento da imunização vai ocorrendo nas cidades. Segundo a Fiocruz, “o objetivo do painel é apoiar os gestores públicos a identificar municípios que precisam de suporte para acelerar a vacinação da segunda dose”. 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.