05 Jan

Após pegar mal e ser motivo de críticas, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul revogou o aumento de 117,03% na chamada cota parlamentar. A derrubada ocorreu nesta quarta-feira, 5 de janeiro, após reunião extraordinária, convocada pelo presidente da Casa, deputado Gabriel Souza (MDB).

Caso o valor permanecesse, a cota mensal para cada deputado estadual saltaria de R4 14,8 mil para R$ 32 mil. A atualização nos valores não era feita desde 2008, quando ocorreu o último aumento da verba, utilizada para reembolso de despesas dos parlamentares. 

Além do benefício, cada deputado recebe mensalmente, o salário de R$ 25,3 mil.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.