08 Mar

A novela envolvendo o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite e a possibilidade de concorrer à presidência da República nas eleições de outubro, deve ter um desfecho na próxima semana. Pelo menos é o que disse o gaúcho na segunda-feira, 7 de março, durante missão nos Estados Unidos. 

Conforme Leite, há conversas em andamento com o PSD, porém, não há certeza absoluta se o chefe do Executivo gaúcha vai se filiar à legenda. 

A data limite para renunciar ao cargo de governador e entrar de cabeça na disputa eleitoral é 1º de abril. Se Leite decidir concorrer, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior (PSDB) assumiria o cargo de chefe do Executivo até o fim do governo, que encerra no dia 31 de dezembro.

Foto: Eduardo Leite/Divulgação  

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.