16 Sep

O ex-namorado de Daniele dos Santos Camargo, de 23 anos, morta em Serafina Corrêa, vai ser indiciado por feminicídio pela Polícia Civil. Além disso, o autor confesso do crime deverá ser enquadrado pelas qualificadoras de motivo torpe e asfixia e ocultação de cadáver. O caso foi remetido à Justiça na terça-feira, 14. 

O laudo da necropsia, realizada no corpo da jovem confirmou que ela foi morta por asfixia, inclusive, com fratura de osso do pescoço, o que confirma  o estrangulamento. Outras lesões pelo corpo não foram possíveis de serem averiguadas, já que Daniele foi encontrada 22 dias após o crime, enterrada em uma propriedade rural em Nova Araçá.

Conforme a polícia, o criminoso, de 40 anos, confirmou que matou a ex-namorada no dia 4 de agosto, após esperá-la sair de uma academia. Eles seguiram até o Morro do Cristo, em Serafina Corrêa, onde discutiram. No carro, o acusado tinha um feio de luz e uma extensão que utilizou para asfixiá-la. Após matar a jovem, colocou o corpo no porta malas do carro. Ainda, segundo depoimento do ex-namorado, após matá-la, teria pego um pau para cavar o buraco onde enterrou a jovem.

Ele segue preso na Penitenciária Estadual de Caxias do Sul desde o dia 6 de agosto, quando a Justiça decretou sua prisão preventiva.

Foto: Polícia Civil / Reprodução

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.