22 Sep

Vários eleitores têm procurado o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nos últimos dias após receberem mensagens por e-mail ou aplicativos, em nome do Judiciário Eleitoral, informando que tiveram o título de eleitor cancelado provisoriamente.

De acordo com o TSE, essas mensagens são falsas e trazem um link que leva para uma página na internet simulando um formulário onde os eleitores poderiam regularizar o título. O Tribunal Eleitoral afirma que se trata de um golpe para colher dados pessoais dos eleitores. O Tribunal afirma que jamais avisa sobre o cancelamento de títulos de eleitor, ou qualquer irregularidade, por e-mail ou aplicativos de mensagem, e que nenhum dado pessoal é solicitado por esses meios.

Qualquer eleitor que queira informações sobre o cadastro deve acessar por iniciativa própria e de forma gratuita o Portal do TSE na internet e clicar na seção “Autoatendimento do Eleitor”. Apenas em algumas exceções, como no caso da convocação de mesários, pode haver o envio de comunicados eletrônicos. Os sites ou os aplicativos verdadeiros do Judiciário Eleitoral sempre têm no endereço eletrônico, o final: "jus" (da palavra "justiça"), em seguida de ".br".

Fonte: Radioagência Nacional

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.