13 Oct
Fique atento: criminosos estão se passando por agentes do INSS para aplicar golpes

Uma nova modalidade de golpe foi descoberta pela polícia. Dessa vez, criminosos estão se passando por funcionários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para praticar crimes, entre eles, a transferência de dinheiro para a liberação de supostos benefícios. De acordo com as informações, os bandidos entram em contato, na maioria das vezes, por meio de ligação telefônica ou envio de mensagens via e-mail. Nestas ações, eles se passam por integrantes do Conselho Nacional de Previdência Social.

Na prática, os bandidos ligam para o segurado informando que ele tem direito a receber valores atrasados da Previdência Social. No entanto, para que o recurso seja liberado, é necessário informar os dados pessoais, além de efetuar um depósito em dinheiro numa conta bancária indicada pelos golpistas.

Outro crime que a quadrilha realiza é através da falsa revisão de benefícios do INSS. Nesse tipo de golpe, os estelionatários abordam os segurados e informam sobre devidos valores a receber, oriundos de uma falsa revisão de benefícios concedidos em governos anteriores. Assim como no outro golpe, os criminosos pedem que seja feito um depósito em outra conta.

Em outro golpe, os estelionatários se passam por auditores da Previdência, enviando documentos a segurados e convocando para uma Chamada de Resgate de benefícios. Segundo o documento, os segurados teriam direito a resgaste de valores devidos a participantes de carteiras de pecúlio que teriam sido descontados da folha de pagamento como aposentadoria complementar.

Conforme a Previdência Social, para liberação de benefícios não há necessidade de pagamento algum. A principal recomendação para os segurados é que não forneçam dados pessoais, não utilizem intermediários para entrar em contato com a Previdência e, em hipótese alguma, depositem qualquer quantia para ter direito a algum benefício previdenciário.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.