07 Dec

Com a redução de casos e, consequentemente, a utilização de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o Hospital Beneficente Santa Terezinha de Encantado, encaminhou ofício para a Secretaria Estadual da Saúde (SES) onde pede que os atuais cinco espaços destinados ao tratamento intensivo da covid-19 sejam alterados para receber pacientes com outras comorbidades. O pedido aguarda resposta.

Atualmente, a instituição conta com cinco espaços que foram implantados antecipadamente, em razão do agravamento da pandemia de coronavírus ainda no ano passado. Até o momento, as instalações são destinadas apenas para o tratamento de pacientes positivados para a doença. No entanto, com a redução de internações, a casa de saúde encantadense espera um retorno positivo para oferecer os leitos a outros pacientes.

De acordo com a atualização pelo sistema de monitoramento da SES, até o fechamento desta matéria, dois pacientes que tiveram seu quadro agravado em decorrência do coronavírus estão ocupando os leitos, o que representa 40% do total. 

O planejamento para construir uma unidade para pacientes em estado de saúde grave ocorre há anos. Em 2017, o hospital iniciou a construção de um prédio de cerca de 10 mil metros quadrados onde funcionaria a UTI. A obra foi agilizada em 2020, em decorrência da pandemia do coronavírus e no dia 22 de maio, os espaços foram liberados para utilização. Em média,  a diária de uma UTI Covid custa R$ 1,6 mil. 

Foto: Divulgação

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.