17 Jun

O reconhecimento às igrejas de maior relevância cultura do mundo chega a Porto Alegre. A igreja de Nossa Senhora das Dores, na área central da cidade, recebeu do papa Francisco, o título de basílica. É a primeira da capital gaúcha e a terceira do estado. 

No Brasil, são 72 templos com essa titulação. No Rio Grande do Sul, outras duas ostentam o título: o Santuário Nossa Senhora Medianeira, em Santa Maria, e a Catedral São Luiz Gonzaga, em Novo Hamburgo.

O anúncio oficial ocorreu na quinta-feira, 16, durante a celebração de Corpus Christi, pelo arcebispo Dom Jaime Spengler que fez a leitura do texto de elevação. “A paróquia é um símbolo para Porto Alegre e viu a cidade crescendo. Esse título chega nos 250 anos da Capital e faz com que a população olhe com mais carinho para a igreja. Reforça a importância da sua conservação e manutenção”, relata o padre Lucas.

A construção da igreja começou em 1807, que levou quase 100 anos para ficar pronta, sendo concluída em 1904. Tem arquitetura eclética, pois mistura estilos colonial, neoclássico e gótico. O motivo disso foi a série de interrupções e retomadas que a obra enfrentou ao longo de quase um século.

Caminho para titulação

A ideia de solicitar a elevação de igreja para basílica surgiu em 2019, quando iniciou a coleta de documentos. Para receber o título, a Santa Sé enviou à Igreja das Dores um formulário a ser preenchido com informações que ajudassem o Vaticano a avaliar critérios como antiguidade, beleza artística, importância litúrgica e veneração por devotos, por exemplo.

No ano passado, toda a documentação foi encaminhada por meio de um relatório de 30 páginas que reuniam fotos e informações de medidas do prédio, detalhes do prédio e objetos que foi enviado à Congregação do Culto Divino e, em abril, houve a concessão do título.

A missa solene de instalação da basílica, ocasião em que serão instalados símbolos na igreja que fazem referência ao papa, está prevista para o dia 15 de setembro.
 

 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.