14 Feb

Cerca de 80 atores e equipe de produção participam do espetáculo neste ano, marcado para ocorrer na sexta-feira, Santa, 15 de abril, no morro da Igreja Matriz

Prestes a completar 20 anos de espetáculo, “Paixão de Cristo de Muçum” já deu início aos ensaios da peça que está marcada para ocorrer na sexta-feira Santa, 15 de abril, às 20h, no morro da Igreja Matriz, na área central da cidade e sem cobrança de ingresso. 

Cerca de 80 pessoas, entre atores e produção, oriundos da comunidade e municípios vizinhos participam da encenação que é realizada desde 2002 pelo então Grupo de Jovens da Paróquia Nossa Senhora da Purificação e, agora, Associação Muçunense de Artes (AMA), com apoio da Prefeitura Municipal. 

Após dois anos suspenso, em razão da pandemia de coronavírus, o evento volta a ser realizado com a presença de público, seguindo todos os protocolos de saúde. Em anos anteriores, o elenco ultrapassava de uma centena e precisou ser readaptado devido à nova realidade. 

Conforme o diretor do espetáculo, Ranieri Moriggi, reduzir o número de participantes foi um desafio, já que a grandiosidade da peça sempre exigiu inúmeros personagens. “A gente sempre trabalhou com muita gente. Cada um fazendo o seu personagem. Neste ano, tivemos que, em alguns casos, colocar a mesma pessoa em dois ou mais papéis. É uma nova realidade que precisamos nos adaptar, pelo menos, por enquanto”, explica. 

Ainda, segundo Moriggi, a retomada da realização do espetáculo gerou um sentimento de esperança entre os atores e a comunidade. “Recebemos inúmeras mensagens de quem vem assistir a encenação, celebrando o seu retorno. Estamos tomando todas as precauções para oferecer, além da segurança, um momento de fé e reflexão de uma história tão bonita e cheia de simbolismos como é a Paixão de Cristo”, garante. 

Os ensaios ocorrem sempre aos domingos, a partir das 18h, no espaço onde será encenada a peça. Este ano, a direção decidiu mudar o local da apresentação. O palco permanecerá no morro da Igreja Matriz, no entanto, na parte ao lado, em frente ao Salão Paroquial, numa área mais ampla. 

Segundo o presidente da AMA, Renan Lucas Nardin, a ideia é possibilitar que a peça consiga ganhar maior dimensão, com a estrutura mais espalhada, dando a impressão de que se está numa cidade cenográfica. “Estudamos e conversamos com todos os membros da diretoria, que aceitaram em mudar o local da peça. Será um teste e acreditamos que dará tudo certo”, observa. 

Programação completa deve ser elaborada nas próximas semanas 

Nas próximas semanas, a direção deve se reunir com membros da diretoria e padres da Paróquia Nossa Senhora da Purificação para trabalhar a programação completa da Semana Santa. O intuito da Associação é retomar as atividades que eram realizadas antigamente, que iniciavam no Domingo de Ramos e terminavam com as celebrações solenes de Páscoa. “A comunidade precisa voltar a ter estes momentos. É preciso que reavivemos isso em nossos corações e também em nossas lembranças”, pontua o diretor, Ranieri Moriggi.

Foto: Marciano Fleck / Divulgação

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.