25 Nov

Um homem foi condenado a 18 anos de prisão, após ser considerado culpado pelo crime de homicídio doloso praticado em junho de 2017, no município de Roca Sales. O réu, Claudimiro da Silva, matou Leonir Pedrinho de Ávila, de 53 anos, com pelo menos 17 facadas, na madrugada do dia 11 de junho. De acordo com as informações no inquérito policial, o crime ocorreu em um estabelecimento, localizado na rua Silvio Orlandini. Além de uma vítima fatal, o réu era acusado de tentativa de homicídio, após ferir outra pessoa com um golpe de faca no pescoço.

O júri foi presidido pela juíza Jaqueline Bervian na terça-feira, 23, no fórum de Encantado. Entre o material apresentado pela acusação do réu, estavam o tênis do réu utilizado na noite do crime com sangue que foi confirmado pela perícia como sendo da vítima fatal, o sangue da vítima na jaqueta do réu, faca do crime, material genético da vítima encontrado debaixo das unhas do réu, bem como sua prisão efetuada pela Brigada Militar de Encantado há cerca de 200 metros do local do crime. 

Após a sentença, o réu voltou para o regime fechado, onde segue cumprindo a pena, inicialmente, sem progressão, sendo que Silva já cumpriu quatro anos.

Relembre o caso

Leonir Pedrinho de Ávila foi localizado com vida caído em uma escadaria que dá acesso aos trilhos do trem no município de Roca Sales. Ele foi encaminhado ao Hospital Santa Teresinha, em Encantado, onde acabou falecendo. Com informações de testemunhas, a Brigada Militar de Roca Sales iniciou as buscas pelo suspeito.

Pouco distante do local onde Ávila foi encontrado, os militares localizaram Claudimiro da Silva, com marcas de sangue em sua vestimenta e um ferimento no nariz. Com ele, os agentes encontraram uma faca na cintura. Indagado sobre o material, Silva disse que além de ter ferido Ávila, outro homem também teria sido golpeado no pescoço e encaminhado ao Hospital Roque Gonzales de Roca Sales e após alguns dias ganhou alta. 

O acusado foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para registro da ocorrência e, posteriormente, levado ao Presídio Estadual de Encantado.

 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.