09 Nov

A atualização sobre o estado de saúde do arcebispo de Cascavel, Dom Adelar Baruffi, divulgada nesta terça-feira, 9 de novembro, trouxe a informação de que a lesão cerebral encontrada pelos médicos se trata de um tumor. No entanto, resultados mais profundos quanto a gravidade da doença só serão divulgados após resultado da biópsia junto ao material que será coletado.

Conforme nota da arquidiocese será necessária a realização de uma cirurgia para retirada do material e, ao mesmo tempo, para auxiliar na diminuição da pressão que a região cerebral vem sofrendo. “Após a biópsia, será possível determinar os caminhos a serem tomados para o tratamento”, diz a nota.

Ainda, segundo a arquidiocese, o religioso segue internado e novos exames foram necessários para sanar dúvidas quanto os problemas apontados na região do tórax. Segundo o boletim, não há relação com a lesão identificada no cérebro. portanto, a lesão é algo que já estava ali há  meses.

Baruffi sofreu um desmaio no domingo, 7 de novembro, durante uma celebração na catedral de Cascavel.  

Natural de Coronel Pilar, dom Adelar ingressou no seminário aos 15 anos, foi ordenado padre em 1995 na Diocese de Caxias do Sul e atuou por muitos anos na formação de novos sacerdotes. Entre os anos de 2012 e 2014, atuou na Paróquia Santo Antônio de Bento Gonçalves, onde coordenou a Região Pastoral e o Curso de Teologia e Bíblia, além de ajudar na organização da Casa Pão dos Pobres, serviço de caridade da Paróquia. 

No ano 2014, foi nomeado bispo de Cruz Alta e ordenado em março de 2015, no Santuário Santo Antônio, em Bento Gonçalves. Aos 51 anos, o religioso foi nomeado arcebispo de Cascavel em setembro, após o antigo ocupante do cargo, dom Mauro Aparecido dos Santos, morrer vítima da Covid-19. Ele tomou posse em 31 de outubro, na Catedral Nossa Senhora Aparecida.


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.