01 Feb

O Ministério da Saúde vai comprar mais 10 milhões de doses da vacina CoronaVac para ampliar a vacinação contra a covid-19 em crianças a partir dos seis anos de idade. A informação foi confirmada pelo Instituto Butantan, após envio de ofício da pasta, solicitando o pedido de consulta sobre a disponibilidade das doses.

O imunizante está autorizado desde a semana passada para ser aplicado nesse público, após avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).O novo contrato do Ministério da Saúde com o Butantan ainda não tem data para ser firmado.

Nota Oficial

NOTA: resposta ao ofício do Ministério da Saúde sobre 10 milhões de doses

O Instituto Butantan acaba de responder à consulta do Ministério da Saúde, afirmando ter disponíveis 10 milhões de doses de CoronaVac para entrega imediata ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). No ofício, o Butantan oferece o quantitativo de imunizante já envasado e certificado pelo rigoroso controle de qualidade do instituto, além de 20 milhões de doses adicionais para entrega de 20 a 25 dias, mediante assinatura do contrato.

Vale lembrar que o Butantan tem total capacidade de atender a qualquer outra demanda de CoronaVac, vacina produzida em parceria com a biofarmacêutica chinesa Sinovac, com cronograma previamente definido.

Em 2021, o instituto forneceu 100 milhões de doses ao PNI, encerrando o contrato antes do tempo previsto, em meados de setembro. A CoronaVac foi a primeira vacina aplicada no país e garantiu a proteção dos grupos mais vulneráveis ao vírus, os idosos e profissionais de saúde.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.