25 Jan

A vacinação contra Covid-19 de crianças entre seis e 11 anos com CoronaVac começa na quarta-feira, 26, em todos os municípios do Rio Grande do Sul que tenham doses estocadas. A decisão foi pactuada pela Secretaria da Saúde (SES) na segunda-feira, 24. Conforme orientação da pasta, em casos excepcionais, a vacina já poderá ser aplicada em adolescentes de 12 a 17 anos, em caso de disponibilidade do imunizante.

A SES tem 83,3 mil doses de Coronavac na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), em Porto Alegre. O quantitativo deve ser distribuído a partir de amanhã. Nas coordenadorias regionais e municípios, o levantamento segue até terça-feira, 25, quando haverá a consolidação dos dados de todo o Rio Grande do Sul.

Para ampliar a oferta, a SES aguarda nova remessa do Ministério da Saúde, que tem seis milhões de doses disponíveis no Centro de Distribuição de Insumos Estratégicos de Saúde, em Guarulhos (SP).

Segundo nota técnica do ministério, o imunizante Coronavac não deve ser aplicado em imunocomprometidos. Para os demais públicos da faixa etária, a dose aprovada da vacina, produzida a partir do vírus inativado, é a mesma usada para adultos, com um intervalo de 28 dias entre a primeira e segunda aplicação.

A vacinação de crianças deve seguir as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A aplicação ocorre em ambiente específico e segregado, onde a criança fica em observação por 20 minutos. A vacina contra Covid-19 não deve ser aplicada concomitantemente com outras.

O Rio Grande do Sul já utiliza a vacina da Pfizer para a imunização do público de cinco a 11 anos, com as doses pediátricas, e de 12 a 17, com a dose normal para adultos.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.