15 Dec
15Dec

O novo presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Elmar Schneider, prefeito de Estrela, quer buscar os 11 municípios que pediram desfiliação da entidade na metade do ano, após não terem recebido apoio da entidade na situação do Plano de Concessão das Rodovias. Em seu pronunciamento, Schneider disse que não devem ocorrer divisões entre os municípios do Vale. 

Ele assume a Amvat em janeiro do ano que vem, no entanto, o trabalho de diálogo e conversas já teve início. A meta do prefeito de Estrela é reunificar a região, hoje, dividida entre parte baixa e parte alta.  “Nós temos apenas um Vale do Taquari. Não tem isso de região alta e região baixa. É um Vale só”, afirma. 

A chapa eleita foi a única a ser apresentada durante o processo de escolha, sendo eleita por aclamação na manhã de quarta-feira, 14, no Estrela Palace Hotel. Schneider assume no lugar do prefeito de Colinas, Sandro Hermann. 

Segundo o novo presidente, os próximos passos para tentar o retorno dos municípios dissidentes é o agendamento de conversas individuais com os prefeitos da região Alta do Vale do Taquari, entre eles, os chefes do Executivo de Encantado, Muçum, Roca Sales e Vespasiano Corrêa. “Vamos ouvir os nossos prefeitos. Nós temos que unificar nossas pautas. Discutir o que é de interesse de todos", revela. 

Diretoria da Amvat

  • Presidente: Elmar Schneider (Estrela)
  • 1º vice-presidente: Marcelo Caumo (Lajeado)
  • 2º vice-presidente: Vânia Brackmann (Poço das Antas)
  • 1º secretário: Celso Forneck (Teutônia)
  • 2º secretário: André Brito (Taquari)
  • 1º tesoureiro: Jarbas da Rosa (Venâncio Aires)
  • 2º tesoureiro: Fábio Mertz (Marques de Souza)
  • Conselho Fiscal: Paulo Kohlrausch (Santa Clara do Sul), Danilo Bruxel (Arroio do Meio), Germano Stevens (Imigrante)
  • Conselho Fiscal – Suplentes: Moisés de Freitas (Sério), Paulo Schmitt (Progresso), João Dullius (Cruzeiro do Sul)
Comentários
* O e-mail não será publicado no site.