07 Jan
Ocupação de leitos clínicos covid-19 cresce 57% no Estado; UTIs continuam em estabilidade

Os indicadores de ocupação de leitos clínicos covid-19 no Rio Grande do Sul subiram 57% desde o dia 1º de janeiro, conforme apontam as informações da Secretaria Estadual da Saúde (SES). O número de pacientes que apresentaram sintomas da doença e necessitaram de atendimento de baixa e média complexidade saltou de 142 para 223 até esta sexta-feira, 7 de janeiro. 

Apesar da elevação, o número de espaços destinados para internações por complicações da covid-19 segue baixo, porém, o sinal de alerta foi acionado, já que o número de infectados não para de aumentar a cada dia, em razão da nova variante, a Ômicron, aparentemente menos letal, porém, mais contagiosa. 

No Vale do Taquari, dos 267 leitos fora de UTI disponibilizados, apenas 11 estão ocupados, o que representa um índice de 4,1%. A situação mais preocupante na região é com as internações em UTIs privativas. Na região, são oito leitos disponíveis e 11 pacientes internados. Já para os espaços via Sistema Único de Saúde (SUS), o número é mais tranquilo: Dos 57 espaços destinados, 21 estão ocupados.

Em Muçum, dos sete leitos clínicos criados para tratar de pacientes com a covid-19, nenhum espaço está ocupado até o momento. Na cidade, nove pessoas seguem em monitoramento após testarem positivo para a doença.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.