13 Oct

A partir de segunda-feira, 18, uma série de atividades coletivas só poderão ser realizadas mediante comprovação de recebimento das vacinas contra a covid-19. Pelo menos em cinco grupos de atividades consideradas de alto risco de contaminação será exigido o chamado passaporte vacinal. Casas noturnas, casamentos ou qualquer outro evento social que seja realizado em ambientes que causem aglomeração, deverão exigir o documento. Cinemas, teatros, shows, circos, entre outros ambientes de espetáculo também poderão proibir o acesso de pessoas sem a vacina contra a covid-19. 

A medida, que até o momento está em fase de transição, também pretende limitar a participação de pessoas não imunizadas em locais como parques de diversão, temáticos, aquários e de aventura, além de jardins botânicos, zoológicos e outros atrativos do gênero. 

Feiras e exposições também estão na mira do novo sistema de controle de pessoas. As únicas atividades desse gênero que não irão exigir o comprovante são as chamadas feiras livres de alimentos e produtos em geral.

Eventos esportivos, além do futebol, passam a exigir o passaporte da vacina, independentemente do local onde esteja ocorrendo a atividade (ginásios, estádios, academias, clubes, entre outros). 

Além da apresentação do comprovante de imunização, outros protocolos de prevenção à disseminação da covid-19 deverão continuar sendo seguidos, entre eles, a utilização obrigatória do uso de máscara e o distanciamento social. Em eventos com mais de 400 pessoas, também será exigido apresentar exame negativo para a covid-19. Em feiras e eventos com mais de 2,5 mil pessoas, esse procedimento já ocorre. 

Se promotores e empresas responsáveis pelos eventos autorizarem a entrada de pessoas não vacinadas nesses ambientes, a fiscalização poderá aplicar multa, além de outras penalidades municipais, bem como, ação pelo Ministério Público. 

Para ter acesso ao passaporte vacinal, o cidadão pode baixar o aplicativo ConecteSus ou apresentar o documento físico recebido no momento da imunização.

Fique atento para as mudanças a partir da semana que vem:

  • Pessoas com 40 anos ou mais precisam apresentar o esquema vacinal completo desde 1º de outubro.
  • Pessoas entre 30 a 39 anos: devem apresentar esquema vacinal com uma dose desde 1º de outubro e esquema vacinal completo a partir de 1º de novembro.
  • Quem tem entre 18 a 29 anos: precisa apresentar esquema vacinal com uma dose desde 1º outubro e esquema vacinal completo a partir de 1º de dezembro.

Foto: Divulgação - Ministério da Saúde 

 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.