02 Feb

Cerca de 200 tratores foram estacionados em frente ao Santuário Diocesano de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha, durante a 122ª Romaria Votiva em honra a santa. O evento, realizado nesta quarta-feira, 2 de fevereiro, foi marcado por inúmeros pedidos, entre eles, o retorno da chuva e o fim da estiagem que atinge o Rio Grande do Sul desde o mês de outubro. A celebração de hoje integra a programação que teve início no dia 24 de janeiro, com a realização de novenas e missas, reunindo, aproximadamente, cerca de cinco mil pessoas, conforme estimam os organizadores.

A programação de hoje teve início às 8h com missa celebrada pelo padre Gilnei Fronza, reitor do Santuário. “Precisamos recuperar a harmonia com a Criação, superando a ideia de dominação e exploração. Assim, reconheceremos o dom que exige admiração e cuidado! Se faz urgente uma verdadeira conversão ecológica”, explicou o sacerdote. Na sequência, às 9h30min, foi a vez do Bispo da Diocese de Caxias do Sul, Dom José Gislon, presidir a celebração. Em sua homilia, o bispo promoveu uma reflexão sobre fé, esperança e persistência, características presentes em boa parte dos agricultores.

Durante os dias de preparação da romaria, diversas paróquias da região participaram das celebrações, entre elas, as paróquias de Nossa Senhora do Rosário (Pinto Bandeira), São Pedro e São Paulo (Nova Roma do Sul), Santo Antônio (Forqueta, Caxias do Sul), São Marcos (Farroupilha), Santa Cruz (Nova Milano), Nossa Senhora de Caravaggio (Farroupilha), Jesus Ressuscitado (Farroupilha), Jesus Bom Pastor (Farroupilha) e Sagrado Coração (Farroupilha).  

Por coincidência, a Romaria Votiva de Nossa Senhora de Caravaggio teve seu início em uma época onde a estiagem castigada o município de Farroupilha e toda a região da Serra Gaúcha. Foi então, que moradores da localidade realizaram uma procissão para pedir, sob intercessão da santa, a tão esperada chuva e o fim da seca. Conforme relatos históricos, no mesmo dia, 2 de fevereiro de 1899, o pedido foi atendido e uma chuva torrencial atingiu a região.

Depois dessa ocasião, considerada um milagres pelos devotos, todo o dia 2 de fevereiro, a comunidade se reúne para pedir e agradecer a santa.


Foto: Leandro Ávila / Divulgação

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.