10 Mar

Prepare o bolso, porque a partir de sexta-feira, 11, a Petrobras vai elevar novamente o preço da gasolina, diesel e do gás de cozinha. A informação foi confirmada pela estatal nesta quinta-feira, 10. 

Após 57 dias sem reajustes, o preço médio da gasolina deverá sofrer alta de 18,77%, ou seja, R$ 0,61 a mais por litro. Para o bolso do consumidor, o aumento deve ser de R$ 0,54. 

Já para o diesel, a elevação é ainda maior: 24,93%, passando de R$ 3,61 para R$ 4,51 o litro nas refinarias. No entanto, o valor nas bombas dos postos de combustíveis deve subir aproximadamente R$ 0,81. 

Apesar dos fortes aumentos, a Petrobras, em comunicado, informou que não havia feito o repasse imediato das variações nos preços. Segundo a estatal, após a invasão da Rússia na Ucrânia, o preço do barril de petróleo vem sofrendo constantes aumentos. Em nota, a empresa disse ainda que não há possibilidade de desabastecimento dos produtos no país. 

Segundo a Petrobras, os preços cobrados nas refinarias ainda seguem 50% mais baixos do que estão sendo cobrados no mercado internacional. "Adicionalmente, a redução na oferta global de produto, ocasionada pela restrição de acesso a derivados da Rússia, regularmente exportados para países do ocidente, faz com que seja necessária uma condição de equilíbrio econômico para que os agentes importadores tomem ação imediata, e obtenham sucesso na importação de produtos de forma a complementar o suprimento de combustíveis para o Brasil", diz a nota.

Já para o gás de cozinha, o aumento repassado para as distribuidoras será de R$ 0,62 por quilo.

 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.