31 May

Segundo a Polícia, o corpo já estava em avançado estado de decomposição. O reconhecimento inicial foi feito por meio das tatuagens existentes no corpo. Após, os restos mortais foram recolhidos e encaminhados para necropsia no Departamento Médico Legal.


Na semana passada, familiares haviam localizado uma cueca do rapaz presa em uma cruz na localidade de Perau de Janeiro, interior do município. Segundo a família, a morte de Borba deve ter ligação com algumas inimizades que ameaçavam o rapaz, que era usuário de drogas. A mãe já havia recebido mensagens e ligações de um número bloqueado informando que Borba estaria morto.



Comentários
* O e-mail não será publicado no site.