03 Jan

A cerimônia de posse do novo pároco de Muçum, padre Alberto Domingos Tremea, já tem data para acontecer: domingo, 30 de janeiro, às 19h, na Igreja Matriz. Além de Tremea, o padre José Jacob Grilli também assume como vigário paroquial da cidade.

Já a posse do atual pároco, Darci Grasel, junto à paróquia São Nicolau, em Rio Pardo, está marcada para o dia 6 de fevereiro.

As mudanças foram anunciadas no dia 18 de dezembro, através de nota oficial, publicada nas redes sociais da Diocese de Santa Cruz do Sul. Conforme o bispo, dom Aluísio Dilli, as transferências dos padres não é fácil para os que são transferidos e suas respectivas comunidades. "Também aqui é preciso que tenhamos o espírito missionário de Igreja em saída, como fala o Papa Francisco, pois alguns são convidados e enviados para novos caminhos; outros chegam e precisam ser bem acolhidos, acima dos projetos e gostos pessoais", afirma.

As transferências sempre ocorrem ao final do ano. Em Muçum, há cerca de uma década, Grasel comandava a paróquia. Nesse período, o sacerdote acumula inúmeros episódios polêmicos, entre eles, a não realização de missas tradicionais e, nas últimas semanas, um episódio acabou colocando o nome de Grasel nas redes sociais, após acionar a Brigada Militar para impedir a entrada de uma fiel na celebração da primeira eucaristia.

A situação provocou indignação da comunidade local. Centenas de compartilhamentos e comentários negativos sobre a sua postura foram publicados por pessoas da comunidade. Dias após o ocorrido, a nomeação de Grasel para a paróquia de Rio Pardo foi confirmada.

Foto: Juremir Versetti / Chinelagem Press

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.