30 Sep

Pelo menos cinco marcas de cerveja deverão elevar seus preços ao consumidor final a partir de sexta-feira, 1º de outubro. O anúncio é da Ambev, empresa detentora das marcas Skol, Brahma, Antarctica, Bohemia e Stella Artois que já comunicou o reajuste aos lojistas e distribuidores. A medida vem após constantes aumentos na matéria prima utilizada para a elaboração da bebida. No entanto, a empresa não informou qual porcentagem será utilizada na elevação do preço, uma vez que tudo varia, conforme as regiões, marca, canal de venda e embalagem.

Em nota, a empresa disse ainda que o reajuste ocorre periodicamente em seus produtos, sem fornecer maiores detalhes sobre. A estimativa é que o aumento fique em até 10% em alguns estados como São Paulo e Rio de Janeiro. Segundo a Ambev, custos como combustível, insumos e energia elétrica pesaram na decisão. “Todo aumento de custo dificulta ainda mais a vida do setor, sobretudo em um momento em que este está pressionado por aumento no custo de alimentos, luz, aluguel e, inclusive, o combustível, que afeta diretamente o delivery”, afirma a nota.

Donos de bares e restaurantes receberam comunicado da Ambev sobre o reajuste nos últimos dias. E o texto, distribuído nacionalmente, diz que o reajuste vai seguir, “em linhas gerais, a variação da inflação, variação de custos, câmbio e carga tributária”.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.