08 Apr

Ainda faltam alguns meses para as convenções que irão definir os candidatos na disputa das eleições deste ano. No entanto, as movimentações dos partidos seguem intensas. Nesta sexta-feira, 8 de abril, o PSB anunciou a indicação do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin ao cargo de vice-presidente em uma futura chapa com o ex-presidente da República, Lula.

O anúncio foi feito após reunião e confirmação do petista de que o seu partido aprovaria o nome de Alckmin como candidato a vice. "Esse dia para mim é muito importante. Tenho certeza que o Partido dos Trabalhadores irá aprovar seu nome como candidato a vice. Estamos dando uma demonstração muito forte ao Brasil. [...] Você será recebido como um velho companheiro dentro do partido", avaliou Lula.

Alckmin se filiou ao PSB no fim de março. Apesar da união recente, os dois já estiveram em lados opostos durante as eleições. Em 2017, o ex-governador de Sao Paulo ele chegou a dizer que Lula queria voltar ao poder "depois de ter quebrado o Brasil", comparando a iniciativa a "voltar à cena do crime".

Já pelo lado petista, em 2014, Lula afirmou que o então governador de São Paulo tinha “apelido de picolé de chuchu”. “É insosso, como se fosse comida sem sal. Nunca fala de nenhum problema do estado.” Nesta sexta, após a reunião, o ex-presidente fez questão de dizer que sempre houve respeito entre ambos e que é "plenamente possível duas forças com projetos diferentes" se juntarem.

 Foto:  Ricardo Stuckert / Divulgação

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.