30 Jun

O resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta quinta-feira, 30, mostra que o número de brasileiros trabalhando na informalidade, ou seja, sem carteira assinada, no período de março a maio desse ano chega a 39,1 milhões. Isso representa uma taxa de 40,1% no mercado de trabalho.

Segundo o responsável pela pesquisa, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas em um único trimestre, mais 803 mil pessoas passaram a atuar como trabalhadores informais. 

Apesar dos números altos, a taxa de informalidade é historicamente elevada no País, permanecendo ainda acima de 40%.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.