15 Dec

A recuperação do nível de água nas hidrelétricas e reservatórios, ocasionadas pelas regularidade das chuvas deve ajudar nas projeções do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), de não haver possibilidade de racionamento de energia elétrica em 2022. A informação foi dada pelo diretor-geral do órgão, Luiz Carlos Ciocchi.

Segundo ele, além do auxílio do fenômeno natural, medidas adotadas pelo governo, como o aumento na conta de luz, também foram essenciais para mudar os prognósticos que, até então, apontavam para um possível racionamento. Conforme Ciocchi, a criação de novas linhas de transmissão, aliadas ao aumento de mais 10 mil megawatts no sistema devem afastar de vez a possibilidade do corte de energia. “Não temos motivo para nos preocupar com apagão, desabastecimento ou racionamento”, disse.

A estimativa, segundo o diretor, é de que em maio do ano que vem, a ocupação nos reservatórios das hidrelétricas no Brasil esteja com até 62,1%. Segundo Ciocchi, as chuvas para as hidrelétricas vêm se confirmando em algumas regiões, como Norte e Nordeste, enquanto a situação no Sul é mais preocupante com ocorrência do fenômeno La Niña.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.