22 Feb

As constantes quedas de energia elétrica devem diminuir, segundo a RGE. Isso porque a concessionária pretende investir, até 2026, cerca de R$ 430 milhões em melhorias na estrutura implantada no Vale do Taquari. A informação foi divulgada na segunda-feira, 21, durante audiência realizada na sede do Ministério Público, em Porto Alegre. A previsão da empresa é de que até o final deste ano, os valores aplicados em investimentos cheguem a R$ 14,4 milhões.

Entre as melhorais apresentadas pela concessionária para os próximos anos estão investimentos na casa dos R$ 65 milhões para obras de atendimento ao cliente, R$ 155 milhões para manutenção do sistema elétrico de distribuição, R$ 70 milhões em melhoramento da rede elétrica, com implantação de fonte de média tensão e instalação de religadores. O plano prevê ainda a instalação de três subestações.

Na região, os prefeitos apresentaram 90 demandas prioritárias que sevem ser concluídas até abril em alguns municípios. Colinas (07), Estrela (17), Encantado (19), Muçum (6), Nova Bréscia (5), Relvado (4), Roca Sales (8) e Vespasiano Corrêa (14). Arvorezinha terá uma nova subestação. Em Estrela a promessa é de uma base operacional onde vão trabalhar mais 40 profissionais. Ao todo serão acrescidos 226 eletricistas.

Apesar da proposta, lideranças regionais querem que a RGE apresente um detalhamento do plano apresentado. “Precisamos ter acesso ao plano detalhado. A RGE diz que vai fazer melhorias emergenciais até abril, mas nós queremos saber quais são essas obras e isso vai ocorrer em reunião online na próxima semana”, explica Luciano Moresco, presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat).

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.