26 Aug

A meta de alcançar toda a população vacinável até 25 de agosto não se confirmou porque houve redução de doses enviadas pelo Ministério da Saúde

Prevista para atingir 100% de imunização da população acima de 18 anos contra a covid-19 até a quarta-feira, 25, o Rio Grande do Sul não conseguiu alcançar a meta, chegando a marca de 86,3% de vacinados com pelo menos uma dose. A data havia sido estipulada pelo governo, com base no avanço da imunização pelas prefeituras e também pela sequência de doses enviadas pelo Ministério da Saúde. A informação foi divulgada pelo governador Eduardo Leite. 

Conforme o governo, um dos fatores responsáveis por não alcançar a meta foi a queda no ritmo de distribuição de doses pelo Governo Federal. Pelos levantamentos da Secretaria Estadual da Saúde (SES), de julho até agosto, pelo menos meio milhão de imunizantes não chegaram ao Rio Grande do Sul, impedindo que municípios conseguissem alcançar a meta. "Mesmo assim, tivemos um empenho das equipes dos municípios para que pudéssemos avançar na vacinação, o que pode ser observado no balanço de municípios”, disse. 

Até a manhã desta quinta-feira, 26, mais de 7,7 milhões de gaúchos já haviam sido vacinados com pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19. Se o percentual de doses enviadas ao RS tivesse sido mantido, o Estado teria distribuído 93% do total de doses para atender a população vacinável. 

Pelo menos 412 dos 497 municípios gaúchos já começaram a imunizar a faixa etária de 18 anos ou mais. Nessas cidades, 85,1% já receberam ao menos a primeira dose. “A boa notícia é que ficamos muito próximos da meta em todo o Estado: 86,3% da população de 18 anos ou mais já recebeu ao menos a primeira dose. É um percentual expressivo e se aproxima das melhores prescrições para imunização da população”, concluiu Leite. 

Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.