25 Jan

O senador progressista, Luis Carlos Heize, participou na manhã desta terça-feira, 25, do programa Frente e Verso, na Rádio A Hora de Lajeado e afirmou que é pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul nas eleições de outubro. A resposta é decorrente de supostas Fake News, que afirmam a desistência do político ao pleito. 

Por inúmeras vezes, Heinze utilizou de notícias falsas para tentar diminuir a atuação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado. Inclusive, em um dos momentos mais vergonhosos, o senador apresentou um áudio descontextualizado do senador Otto Alencar (PSD-BA) sobre “tratamento precoce” e foi rebatido por colegas da comissão. “Desonestamente”, pontuou a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA). “Esse áudio foi apresentado lá atrás, no início da pandemia. A ciência evolui. Já se pensou que a terra era plana, a ciência mostrou que não era plana, alguns insistem hoje ainda”, acrescenta. Heinze é defensor do tratamento precoce para a Covid-19 sem eficácia comprovada cientificamente. 

Para tentar barrar a informação de que estaria disposto a abandonar a disputa ao governo do RS, Heinze afirmou que é pré-candidato e não irá desistir das eleições. “Não abrirei mão da candidatura. Teremos dois palanques no RS”. Apoiador nato do presidente Jair Bolsonaro, Heinze deverá disputar o pleito contra outro militante bolsonarista: o atual ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni, que aparece nas primeiras colocações das últimas pesquisas. 

Segundo o senador progressista, o partido está se mobilizando para traçar uma candidatura forte e com condições de levar a disputa para o segundo turno. “Ouvimos pessoas de diversas áreas que não estão ligadas a política, para que possamos entender as demandas", afirma.


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.