11 Oct
Tribunal de Contas da União pede relatório dos militares sobre as urnas eletrônicas no primeiro turno das eleições

O Ministério da Defesa deverá apresentar um relatório ao Tribunal de Contas da União (TCU), informando sobre a apuração paralela realizada pelos militares durante o primeiro turno das eleições desse ano. Segundo fontes extraoficiais, o documento já estaria pronto, porém ainda não foi divulgado. 

Conforme o pedido encaminhado pelo subprocurador Lucas Furtado no dia 7 de outubro, o TCU pede que uma cópia do documento seja encaminhada ao órgão. “Venho propor que seja requisitado ao Ministério da Defesa, com a urgência que o caso requer, cópia do relatório de auditoria ou de documento correlato que revele o resultado da fiscalização daquele órgão acerca do processo eleitoral relativo ao primeiro turno de votação”, solicita o magistrado.

A auditoria paralela ocorre após inúmeros questionamentos feitos pelo Ministério da Defesa ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em especial, sobre a inviolabilidade e segurança das urnas eletrônicas, mesmo o equipamento ter passado por diversas etapas de preparação e fiscalização, tanto interna quanto externa. 


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.