18 Nov

O valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) deverá subir, em média, 22,33% no ano que vem. Apesar o aumento, não houve alteração nas alíquotas do imposto, mas, sim, uma elevação nos preços usados no cálculo, com base na tabela Fipe, a partir dos preços registrados em outubro. A frota mais afetada com a elevação será a dos caminhões, que terão alta de 25,28%, seguidos de caminhonetes, motos, automóveis, ônibus e motorhomes.

Por se tratar de uma média, os percentuais no preço do IPVA variam, conforme o modelo do veículo em tabelas que ainda não foram publicadas pela Fipe no Diário Oficial da União. Com isso, há possibilidade de que haja, em alguns casos, redução no pagamento. No entanto, em outros, a elevação pode ser superior a 30%, na comparação com o imposto pago neste ano. 

Atualmente, as alíquotas de IPVA no Rio Grande do Sul seguem iguais as praticadas neste ano, ou seja, para carros, aplica-se uma alíquota de 3%, em motos, 2% e caminhões e ônibus, 1%. No entanto, serão aplicadas em cima de valores maiores, já que a tabela Fipe sofreu elevação, em decorrência da falta de veículos novos no mercado e a valorização de seminovos. 

Assim como em anos anteriores, o IPVA 2022 terá descontos para quem antecipar o pagamento, bem como, benefícios como os do bom motorista e cidadão. No entanto, prazos e condições de desconto devem ser divulgados pela Receita Estadual no início de dezembro.  

Veja as médias por tipo de veículo:

  • Automóveis: +21,63%
  • Caminhonetes e Utilitários: +23,54%
  • Caminhões: +25,28%
  • Ônibus e Micro-ônibus: +14,48%
  • Motos e Similares: +23,13%
  • Motor – Casa: +10,03% 
Comentários
* O e-mail não será publicado no site.