29 Nov

Proposta mais votada, das três disponíveis, receberá mais de R$ 942,8 mil  no orçamento de 2022 do Governo do Estado

A votação da Consulta Popular 2021, termina na terça-feira, 30, e deverá escolher uma das três propostas que integram o processo no Vale do Taquari. A mais votada, deverá receber R$ 942.857 que deverão ser investidos na execução do projeto vencedor no ano que vem. Este ano, as áreas do turismo, meio ambiente e agricultura estão com propostas na consulta popular. 

Para votar, basta baixar o aplicativo Colab ou acessar o site consultapopular.rs.gov.br . Podem participar pessoas maiores de 16 anos, com título eleitoral. Cada eleitor pode escolher apenas uma proposta. 

De acordo com o Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat), apenas os municípios que atingirem 2% de participação na votação terão direito a receber os recursos. O presidente do órgão, Luciano Moresco, lembra que é de suma importância a participação da comunidade na definição da aplicação de parte dos recursos do orçamento do governo do Estado. “A Consulta Popular possibilita um ambiente democrático, é um processo que visa envolver a comunidade para a definição da aplicação de parte dos recursos do orçamento do Governo do Estado. É fundamental que o Vale se mobilize e participe, pois quanto maior a nossa participação, maior a nossa força para buscar mais recursos nos próximos anos”, diz.

O Governo prevê para a votação deste ano a destinação de um total de R$ 30 milhões para o Estado, divididos em 28 Coredes. O valor é 50% maior do que o repassado para o programa em 2020.

Os três projetos do Vale do Taquari

O projeto do “Cicloturismo” (da área de Turismo) tem amplitude regional e, caso seja escolhido, será executado pela Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales). A proposta visa contemplar todos os municípios que, por meio da sua rota, atingirá diversos pontos turísticos da região e também empreendimentos. A ideia é que sejam instaladas sinalizações para guiar os ciclistas, informando também por quais localidades e estabelecimentos eles estarão se aproximando, além de pontos de apoio.

Já os projetos “Recursos Hídricos e Uso múltiplos da água (dessedentação animal, preservação e proteção de nascentes)” (da área do Meio Ambiente) e “Fomentar a implantação do programa de uso, manejo e conservação do solo e da água” (da área da Agricultura) terão menor amplitude, visto que cada município será responsável por receber uma parcela do valor para ser aplicada na execução do projeto. Caso recebam o maior número de votos, o valor será dividido entre os 10 municípios da região que tiverem o maior número de votantes na iniciativa. A proposta “Recursos Hídricos e Uso múltiplos da água” da área do Meio Ambiente busca a elaboração de um plano de trabalho com o objetivo de aumentar a capacidade de reserva de água nas propriedades, construir reservatórios, proteger e recuperar as fontes de água e os demais recursos hídricos que passam pelas propriedades e até captar água da chuva e construir cisternas.

O projeto “Fomentar a implantação do programa de uso, manejo e conservação do solo e da água” da Agricultura se propõe a desenvolver um programa de melhoria na produção agrícola visto que a base de 95% dos municípios que compõem o Vale do Taquari é a agricultura. A proposta chama atenção para a necessidade de se olhar para as lavouras da região com um olhar mais crítico, observando as análises de solo e buscando a rotação de cultura nas pequenas propriedades.


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.